Viver Goiás

Segunda-feira, 15 de Agosto de 2022

Notícias Entretenimento

Milton Gonçalves foi homenageado por escola de samba no Carnaval 2022

Milton Gonçalves foi homenageado por escola de samba no Carnaval 2022
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando
source
A escola levou a vida do ator para a Marquês de Sapucaí no último carnaval
Riotur/Divulgação 30.05.2022

A escola levou a vida do ator para a Marquês de Sapucaí no último carnaval



Milton Gonçalves, que morreu nesta segunda-feira, dia 30, foi celebrado em vida e em diferentes áreas culturais. Em 2022, por exemplo, a vida do ator, e a luta contra o preconceito, virou homenagem no samba-enredo da Acadêmicos de Santa Cruz, integrante da Série Ouro do carnaval do Rio.


O desfile coroava o ator em diferentes momentos. No samba-enredo estavam paralelos entre a vida do artista e os orixás. No desfile, fizeram a festa do catupé, a coroação de reis negros.

"A história do Milton é esse grande discurso político. É um negro que não aceitou o lugar que a sociedade tentou lhe impor. Essa é a grande parada. Essa é a grande política do enredo sobre Milton Gonçalves. É um grito contra grilhões e açoites que não estão mais aqui, mas simbolicamente ainda existem. Também é, acima de tudo, uma proposta de liberdade. É dizer para o negro, para o menininho, para o adolescente, para o mais velho: você pode ir onde você quiser, você pode alcançar as nuvens. Milton, você voou", disse o carnavalesco Cid Carvalho, ao G1, na época.

A Acadêmicos de Santa Cruz foi a quarta escola a entrar na Marquês de Sapucaí no segundo dia de desfiles da Série Ouro. Para tristeza dos fãs, a escola terminou o ano rebaixada. A agremiação divulgou uma carta de repúdio pelas notas dos jurados.

Relembre o samba-enredo

Banzo ê Banzo ê vai embora

Ê saudade grande feito monte santo

Santifica o filho mais um rei do Congo

Meu retinto peito bate em ritmo de bombo

Tenho a força do axé ginga de Catupé

Agbê, gonguê rufam caixas de lembrança

Em São Paulo da esperança

Cor da pele fez lição

Nego véio ensinou

A talhar a… Vida

Na coragem e na luta

Dessa gente perseguida

Sonho meu!

De Erê Ganga, Zumbí

Tantas páginas e livros

E miragens pela frente

Sonho meu

Desde cedo aprendi

Que o verbo resistir

Se conjuga no presente

Vencer as feridas (açoite cultural)

Arenas da vida (senzala social)

E ser bem amado (a luta ao fim servil)

Persistir no Brasil

É sangue de Palmares <

Nas veias emoção, nos palcos meus altares

Orixá da nação

Espelho a cintilar a arte

Um santo, a cruz da liberdade

A Santa Cruz é liberdade

Preto rei! Preto é rei

Nesse Rio de Oxossi fiz o meu gongá

Preto rei! Preto é rei

Saravá Milton Gonçalves na coroa de Oxalá

Obá obá obára ôôô

Obá obá obára ôôô

Fonte: IG GENTE
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )