Viver Goiás

Sabado, 21 de Maio de 2022

Notícias Cidades

No centenário, Aparecida já mira 2050: planejamento a longo prazo

Município celebra desenvolvimento econômico e investe R$ 1 bilhão em infraestrutura na preparação para as próximas gerações

No centenário, Aparecida já mira 2050: planejamento a longo prazo
Secom Aparecida
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Aparecida está entrando definitivamente para o grupo das grandes cidades centenárias. Segundo maior município de Goiás, com mais de 600 mil habitantes, a cidade completa 100 anos de fundação no próximo dia 11 de maio, num contexto de franco crescimento.

É uma expansão que começa por sua própria população. Nos últimos 20 anos, o número de moradores na cidade aumentou 79%, saltando de 336.392, em 2000, para os atuais 601.844 habitantes, segundo estimativa feita em 2021 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Toda essa população mora em mais de 300 bairros.

Durante muitas décadas, até o início dos anos 2000, Aparecida carregou o estigma de cidade dormitório. Era assim chamada pelo fato de muitos moradores trabalharem em Goiânia e cidades vizinhas, driblando a pouca oferta de empregos no município.

Mas essa situação começou a mudar nos últimos 20 anos. Com investimentos feitos pela Prefeitura de Aparecida para melhorar a infraestrutura da cidade e desburocratizar serviços prestados às empresas, o município passou a atrair grandes companhias dos ramos da indústria e logística, impulsionando seu desenvolvimento econômico.

Aparecida, então, foi se transformando em cidade industrial, com economia aquecida, propícia à geração de emprego e renda. E os resultados começaram a chegar. Em 2017, por exemplo, Aparecida foi o segundo município que mais gerou empregos formais no Brasil, com saldo de 4.342 novos postos de trabalho criados no ano, conforme o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Num movimento inverso, quem antes trabalhava fora de Aparecida, agora tira sua renda em empresas na própria cidade. E até moradores de outros municípios da Região Metropolitana hoje cruzam as divisas da cidade para trabalhar em Aparecida. Os reflexos dessa empregabilidade são sentidos no Produto Interno Bruto. O PIB local cresceu 122% de 2010 a 2018, chegando atualmente a R$ 14,4 bilhões.

“Para acompanhar o desenvolvimento da cidade, a Prefeitura de Aparecida investiu e continua investindo em infraestrutura, mobilidade urbana, saúde, educação, assistência social, esportes, lazer e outras áreas sensíveis, garantindo à população qualidade de vida e acesso aos serviços públicos”, assegura o prefeito Vilmar Mariano.


Transformações mais significativas

Seguindo a industrialização iniciada pelo ex-prefeito Ademir Menezes; a consolidação como cidade referência no Centro-Oeste e no Brasil, no governo de Maguito Vilela; e o reconhecimento como cidade inteligente, conquistado com investimentos em tecnologia na gestão Gustavo Mendanha, Aparecida executou, nos últimos anos, grandes obras estruturais. Elas abrangeram várias áreas da administração pública.

No campo da infraestrutura, o município teve dezenas de bairros completamente asfaltados; cerca de 80 quilômetros de ciclovias e ciclofaixas construídos em grandes avenidas; redes de águas pluviais estruturadas por toda a cidade e cinco novos eixos viários inaugurados, quatro deles no sentido norte-sul e um no sentido leste-oeste.

Na área da saúde (um dos segmentos que mais se transformaram neste primeiro século de Aparecida), o município construiu, nos últimos anos, o HMAP, nomeado como Hospital Municipal de Aparecida Iris Rezende Machado; 40 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e 3 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), além do Centro Municipal de Especialidades, que funciona no Jardim Boa Esperança, região do Garavelo.

Na educação pública, além de ter criado 5.600 vagas para crianças que esperavam no cadastro de reserva, a Prefeitura de Aparecida implantou o ensino de robótica já em metade das unidades escolares. A gestão municipal também reformou 17 escolas e um Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei), inaugurou o CMEI Retiro do Bosque e entregou à comunidade, ainda, novas quadras poliesportivas em mais duas escolas.

Segundo o prefeito Vilmar Mariano, foram intensificados os investimentos também em qualidade de vida e bem-estar, com a construção, nos últimos cinco anos, de aproximadamente 130 praças de esportes e lazer, em toda a cidade.

“Aparecida, hoje, está não só mais bonita e arborizada, também está mais segura. Através do programa Cidade Inteligente, que é um programa de governo, a Prefeitura investiu mais de R$ 50 milhões para criar um videomonitoramento com mais de 2 mil câmeras, instaladas nas ruas da cidade e também em órgãos públicos, que estão interligadas por uma rede de mais de 700 quilômetros de fibra óptica, ajudando a resguardar nossa população no dia a dia”, completa o prefeito.

“Pujança sem limites”, diz ex-prefeito

Quarto prefeito eleito após a emancipação de Aparecida, em 1963, Freud Melo, que governou a cidade de 1978 a 1981, é um dos autores que contam a história da cidade em livros. Na obra Aparecida de Goiânia, do zero ao infinito, ele afirma que, “se Aparecida de Goiânia veio do nada, não é menos verdadeiro que com o correr do tempo conheceu uma pujança genérica sem limites”.

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Aparecida de Goiânia (Aciag), Leopoldo Moreira, reconhece essa pujança do município. “Aparecida de Goiânia se transformou no verdadeiro oásis econômico da região Centro-Oeste. É um salto gigantesco nos últimos 12 anos, que deve ser case de sucesso para todo o Brasil, pois em uma década multiplicamos nosso PIB e hoje chegamos aos R$ 14 bilhões.”

Preparação para as próximas décadas

A Prefeitura de Aparecida reconhece que, para manter esse crescimento, a administração municipal terá de executar novas obras de grande complexidade, à altura da posição que a cidade ocupa no Estado.

De acordo com o prefeito Vilmar Mariano, a gestão já elegeu e está executando um programa de governo para investir R$ 1 bilhão na infraestrutura nos próximos anos, preparando Aparecida para a geração de 2050. Parte dessas obras estão em andamento, através de cinco novos eixos viários, todos no sentido leste-oeste e que irão interligar toda a região do Grande Garavelo.

A primeira obra, do Eixo Leste-Oeste 04, que liga o Centro ao novo Câmpus da UFG, a partir da Avenida Santana, já está pronta. Foi inaugurada em março deste ano pelo então prefeito Gustavo Mendanha, mentor do projeto dos eixos leste-oeste.

Neste pacote de investimentos, a Prefeitura de Aparecida também construirá quatro novos parques de lazer e 17 unidades escolares, além de pontes, viadutos e trincheiras para melhorar o trânsito na cidade. Com um recurso de R$ 600 milhões, de um financiamento feito no Novo Banco de Desenvolvimento, o Banco dos BRICs, o município projeta finalizar a pavimentação de todas as ruas habitadas de Aparecida ainda não asfaltadas – cerca de 20% do total de ruas da cidade.

“Essa será a maior frente de investimentos do poder público municipal na história da nossa cidade. São investimentos para continuar melhorando a vida do cidadão, pensando já na qualidade de vida que terão os aparecidenses das próximas gerações”, conclui o prefeito Vilmar Mariano.

Resumo da história de Aparecida

A história de Aparecida de Goiânia começou em 11 de maio de 2022, quando famílias de precursores da cidade rezaram uma missa campal onde foi construída, depois, a capela da padroeira do arraial - atualmente Santuário Nossa Senhora Aparecida.

Entre os vários colaboradores neste momento inicial estão Aristide Frutuoso, Antônio Lourenço Ribeiro, Antônio Alves Fortes, Antônio Bertoldo Ribeiro, Elias Gonçalves Primo, Manuel Cabral da Silva, Joaquim Marques da Silva, Benedito Batista de Toledo e outros.

Em 26 de dezembro de 1958, foi criado o Distrito de Goialândia, reconhecendo esta então pequena comunidade como esse nome, através da Lei n° 1.406. E em 14 de novembro de 1963, através do projeto de Lei nº 784/63, a Assembleia Legislativa de Goiás sancionou a Lei nº 4.927, criando, assim, o município de Aparecida de Goiânia.

FONTE/CRÉDITOS: Secom Aparecida
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )