Viver Goiás

Entrevista com a Endocrinologista, Dra. Tauany Rosique

Capa da Edição Impressa da Revista Viver Goiás, Dra. Tauny Rosique conversou com exclusividade com nossa equipe

Imagem de capa
E Correa Fotos
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Dra. Tauany Rosique, médica Pós-Graduada em endocrinologia e metabologia, formada pela UNAERP em Ribeirão Preto - SP. Realizou um curso de atualização em Diabetes na Universidade de Harvard em 2019. Desde a faculdade é apaixonada pela endocrinologia e no final da graduação, teve certeza que era essa a profissão que queria. Atuou em todas as áreas da endocrinologia, tratando com amor e seriedade seus pacientes. Atualmente atua na área da longevidade o qual conclui recentemente o curso, Ciências da longevidade humana, com o Dr. Ítalo Rachid.

ENTREVISTA:

  • Quais são as principais Doenças tratadas pelo Endocrinologista?

O endocrinologista diagnostica e trata doenças relacionadas com os hormônios e o metabolismo. Sendo as principais:

Distúrbios da tireoide, como hipo e hipertireoidismo, bócio e tireoidite de Hashimoto, Diabetes,  Obesidade, Hirsutismo, que é uma alteração hormonal que pode resultar no aparecimento de pelo em locais em que normalmente não há, Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP), que é caracterizada pela alteração nos níveis de hormônios femininos circulantes no sangue que pode favorecer a formação de cistos nos ovários, o que pode resultar em alteração no ciclo menstrual e dificuldade para engravidar. Além disso, o endocrinologista pode ajudar a aliviar os sintomas da menopausa (nas mulheres) e andropausa (nos homens).

 

  • Quando procurar o médico Endocrinologista?

A consulta com um endocrinologista é necessária quando alguns sintomas surgem e apontam distúrbios hormonais. Como por exemplo

* Dificuldade em ganhar ou perder peso;

* Ganho ou perda de peso muito rápido;

* Cansaço excessivo;

* Alterações no ciclo menstrual;

* Atraso na puberdade ou puberdade precoce;

* Aumento da tireoide;

* Excesso de pelos nas mulheres;

* Crescimento das mamas nos meninos;

* Sinais e sintomas de andropausa e menopausa;

* Presença de sintomas relacionados com a diabetes como sede excessiva e aumento da vontade para urinar, por exemplo.

 

  • O que é obesidade e o que ela pode causar?

Primeiramente a Obesidade deve ser encarada como uma Doença, muitos pensam que é algo estético mas ela é considerada uma doença inflamatória.

Uma pessoa é considerada obesa quando seu Índice de Massa Corporal (IMC) é maior ou igual a 30 kg/m2. A obesidade pode causar diabetes, hipertensão, dislipidemia, síndrome metabólica e até infertilidade.

 

  • A Senhora realizou um curso de atualização em Diabetes na Universidade de Harvard. Pode relacionar a Diabetes a Obesidade? E como controlar a doença?

Sim, com certeza. Hoje uma das maiores causas da Diabetes tipo 2 é a obesidade.

Para controlar a Doença é necessário mudança de estilo de vida, como perda de peso, alimentação mais saudável, exercício físico além do tratamento medicamentoso.

 

  • Prevenir a obesidade depende de hábitos saudáveis? Quais as dicas a Senhora deixa para os leitores da Revista Viver Goiás?

Sim, com certeza. É fundamental uma mudança de estilo de vida para atingir o peso ideal. É preciso que haja um equilíbrio entre a quantidade de calorias ingeridas e a energia gasta ao longo do dia. Pois quando há abundância de alimentos e baixa atividade energética, existe o acúmulo de gordura.

Portanto é importante exercícios de alta intensidade, como os hiits, não podendo deixar de lado a musculação que, ao contrário do que muitos pensam, tem sim, um papel fundamental na perda de peso, e também uma alimentação equilibrada. Sempre ensino para os meus pacientes modificar um hábito errado de cada vez.

Com isso temos maior adesão do tratamento e menos efeito sanfona.

 

Bate Bola

  • Família- base de tudo
  • Deus - O centro da minha vida
  • Medicina- amor pelo próximo
  • Trabalho- transformar vidas e devolver auto estima
  • Sonhos- ter uma família grande

  • COMPARTILHE

Entrevista com a Endocrinologista, Dra. Tauany Rosique

01/10/2021 17:08


Dra. Tauany Rosique, médica Pós-Graduada em endocrinologia e metabologia, formada pela UNAERP em Ribeirão Preto - SP. Realizou um curso de atualização em Diabetes na Universidade de Harvard em 2019. Desde a faculdade é apaixonada pela endocrinologia e no final da graduação, teve certeza que era essa a profissão que queria. Atuou em todas as áreas da endocrinologia, tratando com amor e seriedade seus pacientes. Atualmente atua na área da longevidade o qual conclui recentemente o curso, Ciências da longevidade humana, com o Dr. Ítalo Rachid.

ENTREVISTA:

  • Quais são as principais Doenças tratadas pelo Endocrinologista?

O endocrinologista diagnostica e trata doenças relacionadas com os hormônios e o metabolismo. Sendo as principais:

Distúrbios da tireoide, como hipo e hipertireoidismo, bócio e tireoidite de Hashimoto, Diabetes,  Obesidade, Hirsutismo, que é uma alteração hormonal que pode resultar no aparecimento de pelo em locais em que normalmente não há, Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP), que é caracterizada pela alteração nos níveis de hormônios femininos circulantes no sangue que pode favorecer a formação de cistos nos ovários, o que pode resultar em alteração no ciclo menstrual e dificuldade para engravidar. Além disso, o endocrinologista pode ajudar a aliviar os sintomas da menopausa (nas mulheres) e andropausa (nos homens).

 

  • Quando procurar o médico Endocrinologista?

A consulta com um endocrinologista é necessária quando alguns sintomas surgem e apontam distúrbios hormonais. Como por exemplo

* Dificuldade em ganhar ou perder peso;

* Ganho ou perda de peso muito rápido;

* Cansaço excessivo;

* Alterações no ciclo menstrual;

* Atraso na puberdade ou puberdade precoce;

* Aumento da tireoide;

* Excesso de pelos nas mulheres;

* Crescimento das mamas nos meninos;

* Sinais e sintomas de andropausa e menopausa;

* Presença de sintomas relacionados com a diabetes como sede excessiva e aumento da vontade para urinar, por exemplo.

 

  • O que é obesidade e o que ela pode causar?

Primeiramente a Obesidade deve ser encarada como uma Doença, muitos pensam que é algo estético mas ela é considerada uma doença inflamatória.

Uma pessoa é considerada obesa quando seu Índice de Massa Corporal (IMC) é maior ou igual a 30 kg/m2. A obesidade pode causar diabetes, hipertensão, dislipidemia, síndrome metabólica e até infertilidade.

 

  • A Senhora realizou um curso de atualização em Diabetes na Universidade de Harvard. Pode relacionar a Diabetes a Obesidade? E como controlar a doença?

Sim, com certeza. Hoje uma das maiores causas da Diabetes tipo 2 é a obesidade.

Para controlar a Doença é necessário mudança de estilo de vida, como perda de peso, alimentação mais saudável, exercício físico além do tratamento medicamentoso.

 

  • Prevenir a obesidade depende de hábitos saudáveis? Quais as dicas a Senhora deixa para os leitores da Revista Viver Goiás?

Sim, com certeza. É fundamental uma mudança de estilo de vida para atingir o peso ideal. É preciso que haja um equilíbrio entre a quantidade de calorias ingeridas e a energia gasta ao longo do dia. Pois quando há abundância de alimentos e baixa atividade energética, existe o acúmulo de gordura.

Portanto é importante exercícios de alta intensidade, como os hiits, não podendo deixar de lado a musculação que, ao contrário do que muitos pensam, tem sim, um papel fundamental na perda de peso, e também uma alimentação equilibrada. Sempre ensino para os meus pacientes modificar um hábito errado de cada vez.

Com isso temos maior adesão do tratamento e menos efeito sanfona.

 

Bate Bola

  • Família- base de tudo
  • Deus - O centro da minha vida
  • Medicina- amor pelo próximo
  • Trabalho- transformar vidas e devolver auto estima
  • Sonhos- ter uma família grande

Publicidade

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )