Revista Viver Goiás

“Voltaremos às atividades, mas sempre com muita responsabilidade”, diz Caiado sobre plano de reabertura para Goiânia

Governador e prefeito Iris Rezende definiram elaboração colaborativa do protocolo para funcionamento do comércio na cidade

Na próxima terça-feira, 14 de julho, Goiânia e as demais cidades goianas iniciam a reabertura do comércio por 14 dias, período alternado com 14 dias de fechamento, conforme definido no decreto governamental 9.685, publicado no último dia 30/06 em Diário Oficial. O governador Ronaldo Caiado esteve reunido com o prefeito de Goiânia, Iris Rezende, nesta quarta-feira (8/7), para definir protocolos para a flexibilização na capital. Segundo Caiado, o encontro foi extremamente produtivo.

O protocolo para a cidade está sendo elaborado de modo colaborativo entre o Governo do Estado e a administração municipal. O objetivo é abrir o comércio e, ao mesmo tempo, continuar a diminuir o número de contaminação de pessoas pelo novo coronavírus. “É contando com a participação de toda a população, de todos nós, para enfrentarmos a pandemia, que a partir da próxima terça-feira estaremos voltando às atividades, mas sempre com muita responsabilidade”, disse Caiado.

Na busca constante pelo diálogo e aliando a preservação da vida e da economia, Caiado esteve de forma virtual com o setor produtivo goiano nesta terça-feira (07/07). Os representantes do comércio e das indústrias manifestaram apoio ao isolamento intermitente 14 x 14. O grupo disse que vai contribuir com a medida, ao mesmo tempo em que se aprofunda no planejamento para uma reabertura segura das atividades econômicas na próxima semana.

Para assegurar a saúde de profissionais, colaboradores e clientes, os comerciantes vão cumprir uma série de protocolos sanitários. Durante esses 14 dias, o governador explica que o reflexo das atividades funcionando na saúde dos goianos será constantemente monitorado e, se for preciso, o protocolo poderá ser revisto. O Governo de Goiás vai seguir em encontros periódicos com autoridades e setores da sociedade civil para ajustar as medidas adotadas.

 

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

“Voltaremos às atividades, mas sempre com muita responsabilidade”, diz Caiado sobre plano de reabertura para...

Na próxima terça-feira, 14 de julho, Goiânia e as demais cidades goianas iniciam a reabertura do comércio por 14 dias, período alternado com 14 dias de fechamento, conforme definido no decreto governamental 9.685, publicado no último dia 30/06 em Diário Oficial. O governador Ronaldo Caiado esteve reunido com o prefeito de Goiânia, Iris Rezende, nesta quarta-feira (8/7), para definir protocolos para a flexibilização na capital. Segundo Caiado, o encontro foi extremamente produtivo.

O protocolo para a cidade está sendo elaborado de modo colaborativo entre o Governo do Estado e a administração municipal. O objetivo é abrir o comércio e, ao mesmo tempo, continuar a diminuir o número de contaminação de pessoas pelo novo coronavírus. “É contando com a participação de toda a população, de todos nós, para enfrentarmos a pandemia, que a partir da próxima terça-feira estaremos voltando às atividades, mas sempre com muita responsabilidade”, disse Caiado.

Na busca constante pelo diálogo e aliando a preservação da vida e da economia, Caiado esteve de forma virtual com o setor produtivo goiano nesta terça-feira (07/07). Os representantes do comércio e das indústrias manifestaram apoio ao isolamento intermitente 14 x 14. O grupo disse que vai contribuir com a medida, ao mesmo tempo em que se aprofunda no planejamento para uma reabertura segura das atividades econômicas na próxima semana.

Para assegurar a saúde de profissionais, colaboradores e clientes, os comerciantes vão cumprir uma série de protocolos sanitários. Durante esses 14 dias, o governador explica que o reflexo das atividades funcionando na saúde dos goianos será constantemente monitorado e, se for preciso, o protocolo poderá ser revisto. O Governo de Goiás vai seguir em encontros periódicos com autoridades e setores da sociedade civil para ajustar as medidas adotadas.

 

Publicidade

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )