Revista Viver Goiás

Nas próximas férias, estude no exterior!

Você sabia que é possível realizar Intercâmbio no exterior com qualquer idade? Yes, you can!

Minha escola, Selc (Sydney, Austrália).

Você sabia que é possível realizar Intercâmbio no exterior com qualquer idade? Yes, you can!

Os cursos no exterior se diversificaram bastante, atendendo diversas faixas etárias e interesses. É possível fazer um curso de culinária enquanto aprende italiano, um curso de moda enquanto aprende francês, aprender a surfar enquanto estuda inglês... em turmas com colegas de 30, 40, 50, 60 anos.

O casal Grasi Mattos e Luciano Mattos, do blog @tanaminharota, aproveitaram férias e fizeram 4 semanas de curso, na Kaplan de Chicago, EUA.

 O casal Grasi Mattos e Luciano Mattos, do blog @tanaminharota, aproveitaram férias e fizeram 4 semanas de curso, na Kaplan de Chicago, EUA.

Trabalhando com viagens internacionais há mais de 17 anos, posso garantir a você que não há barreiras quando uma pessoa resolve investir em educação no exterior. Na Viajantes, assessoramos vistos para todos os países e para diversos objetivos (turismo, negócios, estudos, intercâmbios e trabalho). Nos últimos anos, percebemos maior interesse dos adultos nos cursos de idiomas que combinam aulas de negócios. Nesse tipo de curso, não importa a sua área, desde que você queira aprender como atender, vender e até negociar, qualquer coisa, em outra língua. Países como Estados Unidos, Canadá e Austrália possuem escolas especializadas no Business English.

E se você acha que precisa de muito tempo para investir na sua educação internacional, eu te digo que há cursos a partir de 2 semanas. Sim! Umas ‘feriazinhas’ aqui do Brasil e você aperfeiçoa o idioma, voltando com o currículo melhor. Quer mais motivos? Vou te dar mais dois: custo-benefício e conhecimento cultural. Um curso de 4 semanas no exterior pode ficar o mesmo preço de uma semana em Resort All inclusive no Caribe. E, se você programar com antecedência (por favor, por favor, faça isso), consegue embarcar com tudo pago previamente. Já sobre o conhecimento cultural, essa parte é a minha preferida.

Imagine conhecer um novo país, se identificar com o estilo de vida de lá, criar uma rotina de vivenciar um novo idioma e começar a pensar nessa outra língua - dizem que um mês no exterior é o equivalente a um semestre de aulas no Brasil. Comer coisas diferentes, fazer amizade com pessoas do mundo inteiro, poder se locomover de forma segura e independente. Você pode se hospedar em uma “Casa de Família” local e ter uma experiência fantástica de saber como os nativos vivem ou pode simplesmente alugar um apartamento só pra você e experimentar ir e vir de forma segura enquanto mora temporariamente num país de primeiro mundo (por exemplo). Será que consegui resumir um pouco para você o que é essa maravilha de estudar fora?

Fiz um Business English em Sydney, na Austrália, por 4 semanas. Olha como a gente avança no idioma: eu ficava na escola das 8:30 às 15:30, de segunda à sexta, me hospedei em uma casa de família, então continuava falando inglês com a família e, tentava aproveitar ao máximo os pontos turísticos nos fins de semana. Também saía bastante com minha família que era composta por um casal e um menino de 7 anos. Me diverti muito! Na minha sala eu era a única brasileira (fui fora das férias escolares, então tinham menos brasileiros na escola) e fiz amizade com pessoas da França, Coreia, Espanha e Colômbia...

Os processos de vistos de estudante costumam ser mais rigorosos que os de turista, já que a pessoa passará mais tempo no país e ficará vinculado à uma instituição de ensino. Mas isso não significa que será um visto mais difícil, pelo contrário, as regras são mais específicas justamente para a segurança do próprio estudante estrangeiro. Há ainda países como Estados Unidos e Austrália em que você pode fazer cursos de curta duração, com carga horária reduzida, usando o visto de turista.

Você ainda pode levar a família toda. Os vistos de estudante permitem acompanhantes, como o cônjuge e filhos, que ficam como dependentes no visto de quem vai estudar. Em alguns países, como o Canadá, se você for fazer um College Público, o cônjuge pode trabalhar em tempo integral - mas aí, estamos falando de cursos com duração acima de 18 meses.

A empresária Nelma Cunha, em frente à escola de Inglês ELS, no seu primeiro Intercâmbio aos 56 anos - Vancouver, Canadá.

Consegui plantar uma sementinha aí na sua cabeça, para você pensar nessa possibilidade na próxima viagem? Tomara! A Viajantes, além de especialista em vistos, tem ótimas parcerias com as melhores e mais seguras Agências de Intercâmbio, que poderá ajudar você na escolha da escola e do curso ideal para o tempo que você tem disponível e seu perfil de aprendizado.

Trabalhei por 5 anos com Intercâmbio antes de me dedicar à assessoria consular. Nessa experiência, pude visitar várias escolas no exterior, vi de perto a transformação que uma viagem como essa pode trazer à vida das pessoas. Posso garantir a você, que não tem melhor investimento à fazer nessa vida, do que realizar um curso fora. Nessa época, quando me apaixonei pela área do turismo, me marcou muito uma frase, usada numa campanha da agência que eu trabalhava e fez muito sentido pra mim e acredito que também para todos os clientes que já auxiliamos: “Existe um mundo lá fora, vá viajar!”.

 

O casal Pollyana Oliveira e Deluzor Damásio, tiraram férias do trabalho e fizeram curso em Vancouver, Canadá.

Então, vamos?! Fique ligado!

Custos de uma voltinha de 30 dias (04 semanas) por aí:

*Aulas de francês com Ioga, na Índia: a partir de U$ 865,00.

*Aulas de italiano com Culinária, na Itália: a partir de EUR 1.350,00.

*Aulas de inglês com Moda, nos Estados Unidos: a partir de U$ 1.481,00.

*Aulas de espanhol com Tango, na Argentina: a partir de U$ 1.660,00.

 

Dayana Braga, Turismóloga, Expert em Vistos Consulares e Diretora da Viajantes Assessoria Consular.

Insta: @dayana0807

Insta: @viajantesvistos

Endereço: Rua 18, n282, Sala 02, Galeria Marfim. St. Oeste. Goiânia/GO

(62) 3093-7002 / (62) 98277-0077

contato@viajantesvistos.com.br

www.viajantesvistos.com.br

 

 

Fonte

Viajantes Vistos
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Nas próximas férias, estude no exterior!

Viajantes Vistos

Você sabia que é possível realizar Intercâmbio no exterior com qualquer idade? Yes, you can!

Os cursos no exterior se diversificaram bastante, atendendo diversas faixas etárias e interesses. É possível fazer um curso de culinária enquanto aprende italiano, um curso de moda enquanto aprende francês, aprender a surfar enquanto estuda inglês... em turmas com colegas de 30, 40, 50, 60 anos.

O casal Grasi Mattos e Luciano Mattos, do blog @tanaminharota, aproveitaram férias e fizeram 4 semanas de curso, na Kaplan de Chicago, EUA.

 O casal Grasi Mattos e Luciano Mattos, do blog @tanaminharota, aproveitaram férias e fizeram 4 semanas de curso, na Kaplan de Chicago, EUA.

Trabalhando com viagens internacionais há mais de 17 anos, posso garantir a você que não há barreiras quando uma pessoa resolve investir em educação no exterior. Na Viajantes, assessoramos vistos para todos os países e para diversos objetivos (turismo, negócios, estudos, intercâmbios e trabalho). Nos últimos anos, percebemos maior interesse dos adultos nos cursos de idiomas que combinam aulas de negócios. Nesse tipo de curso, não importa a sua área, desde que você queira aprender como atender, vender e até negociar, qualquer coisa, em outra língua. Países como Estados Unidos, Canadá e Austrália possuem escolas especializadas no Business English.

E se você acha que precisa de muito tempo para investir na sua educação internacional, eu te digo que há cursos a partir de 2 semanas. Sim! Umas ‘feriazinhas’ aqui do Brasil e você aperfeiçoa o idioma, voltando com o currículo melhor. Quer mais motivos? Vou te dar mais dois: custo-benefício e conhecimento cultural. Um curso de 4 semanas no exterior pode ficar o mesmo preço de uma semana em Resort All inclusive no Caribe. E, se você programar com antecedência (por favor, por favor, faça isso), consegue embarcar com tudo pago previamente. Já sobre o conhecimento cultural, essa parte é a minha preferida.

Imagine conhecer um novo país, se identificar com o estilo de vida de lá, criar uma rotina de vivenciar um novo idioma e começar a pensar nessa outra língua - dizem que um mês no exterior é o equivalente a um semestre de aulas no Brasil. Comer coisas diferentes, fazer amizade com pessoas do mundo inteiro, poder se locomover de forma segura e independente. Você pode se hospedar em uma “Casa de Família” local e ter uma experiência fantástica de saber como os nativos vivem ou pode simplesmente alugar um apartamento só pra você e experimentar ir e vir de forma segura enquanto mora temporariamente num país de primeiro mundo (por exemplo). Será que consegui resumir um pouco para você o que é essa maravilha de estudar fora?

Fiz um Business English em Sydney, na Austrália, por 4 semanas. Olha como a gente avança no idioma: eu ficava na escola das 8:30 às 15:30, de segunda à sexta, me hospedei em uma casa de família, então continuava falando inglês com a família e, tentava aproveitar ao máximo os pontos turísticos nos fins de semana. Também saía bastante com minha família que era composta por um casal e um menino de 7 anos. Me diverti muito! Na minha sala eu era a única brasileira (fui fora das férias escolares, então tinham menos brasileiros na escola) e fiz amizade com pessoas da França, Coreia, Espanha e Colômbia...

Os processos de vistos de estudante costumam ser mais rigorosos que os de turista, já que a pessoa passará mais tempo no país e ficará vinculado à uma instituição de ensino. Mas isso não significa que será um visto mais difícil, pelo contrário, as regras são mais específicas justamente para a segurança do próprio estudante estrangeiro. Há ainda países como Estados Unidos e Austrália em que você pode fazer cursos de curta duração, com carga horária reduzida, usando o visto de turista.

Você ainda pode levar a família toda. Os vistos de estudante permitem acompanhantes, como o cônjuge e filhos, que ficam como dependentes no visto de quem vai estudar. Em alguns países, como o Canadá, se você for fazer um College Público, o cônjuge pode trabalhar em tempo integral - mas aí, estamos falando de cursos com duração acima de 18 meses.

A empresária Nelma Cunha, em frente à escola de Inglês ELS, no seu primeiro Intercâmbio aos 56 anos - Vancouver, Canadá.

Consegui plantar uma sementinha aí na sua cabeça, para você pensar nessa possibilidade na próxima viagem? Tomara! A Viajantes, além de especialista em vistos, tem ótimas parcerias com as melhores e mais seguras Agências de Intercâmbio, que poderá ajudar você na escolha da escola e do curso ideal para o tempo que você tem disponível e seu perfil de aprendizado.

Trabalhei por 5 anos com Intercâmbio antes de me dedicar à assessoria consular. Nessa experiência, pude visitar várias escolas no exterior, vi de perto a transformação que uma viagem como essa pode trazer à vida das pessoas. Posso garantir a você, que não tem melhor investimento à fazer nessa vida, do que realizar um curso fora. Nessa época, quando me apaixonei pela área do turismo, me marcou muito uma frase, usada numa campanha da agência que eu trabalhava e fez muito sentido pra mim e acredito que também para todos os clientes que já auxiliamos: “Existe um mundo lá fora, vá viajar!”.

 

O casal Pollyana Oliveira e Deluzor Damásio, tiraram férias do trabalho e fizeram curso em Vancouver, Canadá.

Então, vamos?! Fique ligado!

Custos de uma voltinha de 30 dias (04 semanas) por aí:

*Aulas de francês com Ioga, na Índia: a partir de U$ 865,00.

*Aulas de italiano com Culinária, na Itália: a partir de EUR 1.350,00.

*Aulas de inglês com Moda, nos Estados Unidos: a partir de U$ 1.481,00.

*Aulas de espanhol com Tango, na Argentina: a partir de U$ 1.660,00.

 

Dayana Braga, Turismóloga, Expert em Vistos Consulares e Diretora da Viajantes Assessoria Consular.

Insta: @dayana0807

Insta: @viajantesvistos

Endereço: Rua 18, n282, Sala 02, Galeria Marfim. St. Oeste. Goiânia/GO

(62) 3093-7002 / (62) 98277-0077

contato@viajantesvistos.com.br

www.viajantesvistos.com.br

 

 

Inscreva-se Newsletter

Inscreva-se em nossa newsletter e receba em primeira mão nossas novidades!
[CARREGANDO...]

Parceiros

Publicidade

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )