Revista Viver Goiás

Juntos pelo Araguaia: meta é recuperar 10 mil hectares de áreas degradadas

Projeto lançado hoje, contou com a Presença do Governador Ronaldo Caiado e do Presidente Bolsonaro

Cristiano Borges

Lançado nesta quarta-feira, dia 5, Dia Mundial do Meio Ambiente, o Projeto Juntos pelo Araguaia, na cidade de Aragarças, a 375 quilômetros da Goiânia. O projeto será custeado com recursos de R$ 2,8 milhões, resultantes da conversão de multas junto ao Ibama. Visa recuperar os 2.600 quilômetros de extensão do Araguaia, que passa pelos estados de Goiás, Mato Grosso, Tocantins e Pará. Nesta primeira etapa, o projeto mobilizará 15 municípios goianos e 12 mato-grossenses.

A Bacia do Araguaia possui extensão de mais de 350 mil quilômetros quadrados. Na primeira etapa, de acordo com o Governo de Goiás, a meta é recuperar 10 mil hectares de áreas degradadas às margens do rio. A iniciativa é de conscientização e preservação da bacia do rio do Centro-Oeste, e visa promover um trabalho mútuo da política de Estado, em conjunto com o setor produtivo.

O presidente Jair Bolsonaro participou do evento, ao lado do governador Ronaldo Caiado, ministros, parlamentares, prefeitos e vereadores. No lançamento, Jair Bolsonaro disse que a iniciativa visa o desenvolvimento do País com harmonia entre o setor produtivo e o meio ambiente. “Não queremos atrapalhar quem produz, mas atendê-los no que precisam e merecem. Desta forma, iremos colocar o Brasil no lugar que merece”, afirmou.

O governador Ronaldo Caiado falou da importância do projeto ao conciliar desenvolvimento do setor produtivo à proteção do Rio Araguaia. “Este é o maior projeto para recuperação de bacias, e irá mostrar a diferença proposta pelo Governo de Bolsonaro”, pontuou. Caiado afirmou que o diferencial proposto irá proporcionar a conscientização e participação do setor produtivo. “O projeto visa a conscientização e participação direta dos produtores rurais, com harmonia e entendimento”, salientou.

Um ponto importante apontado pelo governador goiano é o de promover o saneamento nas cidades, já que muitas delas têm os esgotos jogados no Araguaia. “Com responsabilidade, o governo federal está aplicando o dinheiro público de uma forma mais eficiente para cuidar melhor dos cidadãos”, apontou Caiado.

O governador do Mato Grosso, Mauro Mender, destacou a importância do projeto, que segundo ele, é exemplo de como produzir, preservar e fazer riqueza. "Vamos preservar nossas riquezas naturais e mostrar com orgulho o Brasil do presente", completou.

Ao participar da solenidade, o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira disse que o legislativo é partícipe desse processo e vai acompanhar o projeto de perto para ver que vai dar certo e ser modelo para o País”.

Juntos pelo Araguaia

O projeto será custeado com recursos na ordem de R$ 2,8 milhões, resultantes da conversão de multas junto ao Ibama. A proposta é recuperar os 2.600 quilômetros de extensão do rio, que passa pelos estados de Goiás, Mato Grosso, Tocantins e Pará. Nesta primeira etapa, o projeto mobilizará 15 municípios goianos e 12 mato-grossenses.

O governador do Mato Grosso, Mauro Mendes, falou  a importância do projeto, que segundo ele, é um exemplo de como produzir, preservar e fazer riqueza. "Queremos ter orgulho dos resultados do Brasil presente", completou.

 

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Juntos pelo Araguaia: meta é recuperar 10 mil hectares de áreas degradadas

Lançado nesta quarta-feira, dia 5, Dia Mundial do Meio Ambiente, o Projeto Juntos pelo Araguaia, na cidade de Aragarças, a 375 quilômetros da Goiânia. O projeto será custeado com recursos de R$ 2,8 milhões, resultantes da conversão de multas junto ao Ibama. Visa recuperar os 2.600 quilômetros de extensão do Araguaia, que passa pelos estados de Goiás, Mato Grosso, Tocantins e Pará. Nesta primeira etapa, o projeto mobilizará 15 municípios goianos e 12 mato-grossenses.

A Bacia do Araguaia possui extensão de mais de 350 mil quilômetros quadrados. Na primeira etapa, de acordo com o Governo de Goiás, a meta é recuperar 10 mil hectares de áreas degradadas às margens do rio. A iniciativa é de conscientização e preservação da bacia do rio do Centro-Oeste, e visa promover um trabalho mútuo da política de Estado, em conjunto com o setor produtivo.

O presidente Jair Bolsonaro participou do evento, ao lado do governador Ronaldo Caiado, ministros, parlamentares, prefeitos e vereadores. No lançamento, Jair Bolsonaro disse que a iniciativa visa o desenvolvimento do País com harmonia entre o setor produtivo e o meio ambiente. “Não queremos atrapalhar quem produz, mas atendê-los no que precisam e merecem. Desta forma, iremos colocar o Brasil no lugar que merece”, afirmou.

O governador Ronaldo Caiado falou da importância do projeto ao conciliar desenvolvimento do setor produtivo à proteção do Rio Araguaia. “Este é o maior projeto para recuperação de bacias, e irá mostrar a diferença proposta pelo Governo de Bolsonaro”, pontuou. Caiado afirmou que o diferencial proposto irá proporcionar a conscientização e participação do setor produtivo. “O projeto visa a conscientização e participação direta dos produtores rurais, com harmonia e entendimento”, salientou.

Um ponto importante apontado pelo governador goiano é o de promover o saneamento nas cidades, já que muitas delas têm os esgotos jogados no Araguaia. “Com responsabilidade, o governo federal está aplicando o dinheiro público de uma forma mais eficiente para cuidar melhor dos cidadãos”, apontou Caiado.

O governador do Mato Grosso, Mauro Mender, destacou a importância do projeto, que segundo ele, é exemplo de como produzir, preservar e fazer riqueza. "Vamos preservar nossas riquezas naturais e mostrar com orgulho o Brasil do presente", completou.

Ao participar da solenidade, o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira disse que o legislativo é partícipe desse processo e vai acompanhar o projeto de perto para ver que vai dar certo e ser modelo para o País”.

Juntos pelo Araguaia

O projeto será custeado com recursos na ordem de R$ 2,8 milhões, resultantes da conversão de multas junto ao Ibama. A proposta é recuperar os 2.600 quilômetros de extensão do rio, que passa pelos estados de Goiás, Mato Grosso, Tocantins e Pará. Nesta primeira etapa, o projeto mobilizará 15 municípios goianos e 12 mato-grossenses.

O governador do Mato Grosso, Mauro Mendes, falou  a importância do projeto, que segundo ele, é um exemplo de como produzir, preservar e fazer riqueza. "Queremos ter orgulho dos resultados do Brasil presente", completou.

 

Inscreva-se Newsletter

Inscreva-se em nossa newsletter e receba em primeira mão nossas novidades!
[CARREGANDO...]

Parceiros

Publicidade

Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )